Comprar CNH original

by admin
Comprar CNH original

Comprar CNH original é rápido, prático e seguro

Você pretende tirar sua carteira de motorista ou habilitação? Saiba que a Permissão para Dirigir, ou primeira habilitação, para as categorias “A” (motocicletas de duas ou três rodas, com ou sem carro lateral) e “B” (veículos motorizados com peso máximo que não exceda 3,5 toneladas e não ultrapasse oito lugares, além do condutor), ou “A e B”, é concedida pelo período de um ano aos candidatos considerados aptos nos exames teórico e prático. Comprar CNH original

Após o período de um ano, a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) ou habilitação definitiva é concedida desde que o motorista não tenha cometido nenhuma infração de natureza grave ou gravíssima ou seja reincidente em infração média.

 

Comprar CNH é com o CNH Simples

LOGO CNH min





Quem pode obter a Permissão para Dirigir ou Comprar CNH original?

Para tirar a primeira habilitação, o candidato deve ser maior de 18 anos, saber ler e escrever, possuir carteira de identidade e CPF próprio e solicitar o serviço para as categorias “A”, “B” ou “A e B” na Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) da cidade onde mora. Comprar CNH original

Quanto custa tirar a primeira habilitação ou Comprar CNH original?

Você pode comprar habilitação de forma simples, rápida e segura. Confira os valores usando este link. Para que possa comparar, abaixo você consulta os valores praticados pelo Detran.

  • Taxa do exame médico (pago diretamente na clínica): R$ 84,81;
  • Taxa do exame psicológico (pago diretamente na clínica): R$ 84,81;
  • Aulas no CFC teórico: consultar o CFC;
  • Taxa de exames – teórico e prático: R$ 98,95 (pagamento nos bancos conveniados, através do CPF do candidato);
  • Aulas no CFC prático: consultar o CFC;
  • Taxa de emissão da Permissão para Dirigir: R$ 42,41 (pagamento nos bancos conveniados, pelo CPF do candidato).

 


 

Clientes CNH Simples satisfeitos

 






COMPRAR CNH RÁPIDO E FÁCIL

Comprar CNH é fácil e rápido. Fale agora mesmo com um de nossos representantes e receba sua habilitação em até 7 dias úteis.

Você precisa comprar habilitação?

 

Você sabe como a habilitação ou CNH surgiu – Comprar CNH original?

Antes de obter a famosa carteira de habilitação para dirigir, é preciso saber o que ela é e o que de fato ela representa. Para saber de onde ela veio, devemos voltar no tempo para saber que ela está intimamente atrelada à história do automóvel. Karl Benz, que foi o inventor do primeiro automóvel como o concebemos, precisou de uma autorização por escrito do Grande Ducado de Baden, no que é hoje a Alemanha, mas isso foi em 1888. Mas isso não foi por já conheciam o veículo, mas por denúncia de mau cheiro de gasolina e o barulho provocado pela máquina.

Da mesma forma, sua esposa – que fez a famosa primeira viagem de automóvel por algumas regiões do país – também teve de ser autorizada à faze-lo. Assim, desde então, conduzir um veículo que não seja de condução animal ou própria, tem sido permitido apenas pelas autoridades competentes, não apenas para resguardar a integridade de quem conduz, mas especialmente das pessoas que podem ser feridas ou mortas por mau uso ou má condução do veículo.

Obtida em casos individuais, autorizações como esta acabaram deixando de existir em 1 de janeiro de 1904, quando se tornou obrigatório a obtenção de licença para dirigir no Reino Unido, sendo o primeiro país a faze-lo. Somente 30 anos depois é que um teste para aptidão de um motorista se tornou também obrigatório no país. Por aqui, já existiam individualmente algumas leis de trânsito vigentes desde 1910, mas antes disso não havia um documento próprio que autorizava a condução de um veículo.

Quem quisesse, teria de obter uma autorização por escrito para tal. Isso não impediu que amadores se colocassem ao volante (ou manche) de um veículo. Olavo Bilac, o famoso poeta e jornalista, protagonizou o primeiro acidente do Brasil, ao bater o veículo do dono que o ensinava, ninguém menos que José do Patrocínio, em 1987, três anos após a chegada do primeiro automóvel ao país, trazido por Henrique Santos Dumont, irmão de Alberto.

Desde então havia poucos carros no Brasil, por volta de uns cinco em 1900 e apenas um foi acrescido à “frota” até 1903, mas esta cresceu rapidamente nos anos seguintes. De acordo com a Anfavea, a primeira licença específica para dirigir foi emitida no país em 1904 para Menotti Falchi, dono de uma fábrica de chocolates. Com o crescimento da frota, foi aumento a obtenção de licença, mas por uma condição de não ter uma frota muito grande, existiram discrepâncias.

Em 1925, fala-se que só havia de fato um motorista habilitado no país, que passou por algum exame para obter a carta e essa foi a argentina Juana Elena Grieve Desaunay de Evans, esposa de um diretor da Ford no país vizinho, que veio trabalhar no Brasil. As licenças e os testes eram feitos pelas autoridades competentes de cada região, não sendo especificamente um documento nacional. A carteira de Evans, por exemplo, foi emitida pela prefeitura de São Paulo.

Saber ler e escrever era uma obrigatoriedade para se tirar uma licença. Em apenas um dia, o candidato fazia os testes e, se aprovado, pegava o documento no mesmo dia. Não era preciso fazer aulas teóricas ou práticas, o candidato ia direito para aprovação ou reprovação. Por conta disso, se tornou comum que muitos futuros motoristas começavam a dirigir antes mesmo de conseguir a carteira, guiando carros que eram da família, amigos ou do trabalho.

 

whats

Precisa ajuda? Fale com consultor